segunda-feira, 5 de setembro de 2011

I'll Be Seeing You - Frank Sinatra (1961)



I’ll Be Seeing You  (Eu verei você)
In all the old familiar places  (Em todos os velhos lugares conhecidos)
That’s this heart of mine embraces  (Que esse meu coração abraça)
All day through  (O dia inteiro)
In that small café  (Naquele pequeno café)
The park across the way  (No parque logo em frente)
The children’s caroussel  (No carrossel das crianças)
The chestnut tree  (No pé de castanha)
The wishing well  (Na fonte dos desejos)

I’ll be seeing you  (Eu verei você)
In every lovely, summer’s day  (Em cada dia lindo de verão)
And everything that’s bright and gay  (E em tudo que é alegre e feliz)
I’ll always think of you that way  (Eu sempre vou me lembrar de você assim)
I’ll find you in the morning sun  (Vou te encontrar no amanhecer)
And when the night is new  (E quando a noite cair)
I’ll be looking at the moon  (Vou olhar para a lua)
But I’ll be seeing you  (Mas eu verei você)
 

A composição de Sammy Fain (1902-1989) e Irving Kahal (1903-1942) foi escrita em 1938 para um musical da Broadway chamado Royal Palm Revue. O espetáculo fracassou, mas deixou uma das canções mais significativas da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) – “I’ll Be Seeing You”.
Embora tenha sido gravada por Bing Crosby (1903-1977), Jo Sttaford (1917-2008), Billie Holiday (1915-1959), as gravações feitas por Frank Sinatra (1915-1998) foram as de maior sucesso e conferiram longevidade à canção.
A letra da canção nos remete à lembrança de alguém que está longe ou falecido. Por causa disso, ficou associada à partida de soldados para a Segunda Grande Guerra e a esperança de que eles voltassem vivos. Ao mesmo tempo, serviu para homenagear todos aqueles que nunca voltaram do conflito.
Sinatra gravou a canção 3 vezes.
Foto: http://www.amazon.com/
Foto: http://www.amazon.com/
A primeira, em 1940, pela Columbia Records, no período em que fora vocalista da orquestra de Tommy Dorsey (1905-1956). Foi um dos primeiros sucessos de Frank. Os arranjos são de Paul Weston (1912-1996). A gravação pode ser encontrada no álbum “I’ll Be Seeing You” (Sony/BMG), 1994. Os três albuns permanecem em catálogo e podem ser encontrados em lojas online.

Foto: http://www.amazon.com/

A terceira, pela sua própria gravadora, a Reprise Records, em homenagem a Tommy. Pode ser encontrada no álbum “I Remember Tommy”, 1961. Os arranjos são de Sy Oliver (1910-1988).
Porém, a segunda, de 1961, com arranjos de Axel Stordhal (1913-1963), é considerada definitiva. Está incluída no álbum “Point Of No Return” (Capitol-EMI), 1961.
Notas Fora da Pauta (Notes Out The Musical Score)
Nota 1 – Um filme de 1944 chamado “I’ll Be Seeing You” reforçou o sentimento nostálgico do período da Grande Guerra.
Nota 2 – A composição foi usada para homenagear os atores falecidos no ano de 2008, na entrega dos Academy Awards. A cantora e atriz Queen Latifah interpretou magnificamente a canção.
Nota 3 – A gravação de Sinatra para a Capitol Records ocorreu em 11 de setembro de 1961.
Em memória de Maria Cordeiro Gomes (15 de agosto de 1915 - 3 de setembro de 2001), minha avó.
*O autor se desculpa por não saber colocar legendas no vídeo. As fotos do vídeo foram coletadas nos sites G1, Time/CNN, Estado de São Paulo e Folha de São Paulo. Desconheço o crédito dos fotógrafos. Pedidos de retirada serão aceitos.


3 comentários:

  1. Jacy,
    Hoje, você mexeu com meu coração, ao prestar homenagem à sua falecida avó. Lembrei-me imediatamente de minhas duas avós, pela quais eu era apaixonado. E de meus pais e meus sogros.
    Enfim, um rol de mortos voltou à minha memória.
    Emocionei-me mas não fiquei triste. Pelo contrário, foi bom lembrar-me de todos eles.
    Obrigado,

    ResponderExcluir
  2. Meu caro Jacy:
    Foi com o maior prazer que li sobre as suas considerações acerca de "I'll be seeing you", mais uma das minhas preferidas comentadas por ti. Aliás, todos os seus leitores já conhecem muito bem o seu maravilhoso gosto musical. Aproveito a oportunidade para felicitá-lo também por sua postagem anterior, em que comentas uma das obras primas da música mundial, "Rhapsody in Blue", do inesquecível George Gershwin.
    Como uma contribuição pessoal ao teu bom gosto, nada a ver com as postagens, irreprensíveis, se ainda não conheces, recomendo que ouças a gravação de Jimmy Durante de "I'll be seeing you". Estou certo de que vais gostar.
    Parabéns novamente pelas tuas publicações e um grande abraço. Nelson Azambuja.

    ResponderExcluir
  3. Nelson,
    Obrigado pelo comentário. Conheço a gravação de Jimmy Durante e gosto. Infelizmente não pude colocar a letra da música no vídeo que fiz. Colecionei as fotos, fiz o vídeo, mas ainda não sei colocar legendas. Este mês será todo dedicado à composições que lembrem Nova York - novas, antigas, óbvias e as pouco lembradas. Minha mãe saiu do Brasil nos anos 1980 e morou em Nova York durante muitos anos.A minha aflição e deteminação de localizá-la em 11 de setembro foi épica. Ela, atualmente, mora em N Jersey e nunca mais pôs os pés em Nova York.
    Um abraço.
    Jacy

    ResponderExcluir