segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Just The Way You Are – Billy Joel (1978)



Billy Joel compôs a canção para presentear sua primeira esposa em seu aniversário.
É, de longe, sua composição mais conhecida, mas saibam que seu autor não queria gravá-la.
Até 1977, Joel a incluía em alguns de seus shows, já que seu repertório não era extenso. Mas já possuía joias de valor, como por exemplo “Piano Man”, “New York State Of Mind” e “Say Goodbye To Hollywood”.
Os músicos de sua banda e o próprio Billy não gostavam da “música da patroa” e tocavam de modo desleixado e debochado.
O próprio Billy conta:

“Originalmente, tocamos “Just The Way You Are” como um cha-cha-cha: Don’t go changing (cha-cha-cha)... to try and please me ... (cha-cha-cha)”.

O que não impedia que tentassem tocar no ritmo de bossa nova - o que só estragava mais a canção –, porque simplesmente não era o ritmo certo. E ninguém parecia se importar com isso, exceto o legendário engenheiro de som e produtor Phil Ramone.

"Just The Way You Are" era tocada nos ensaios de estúdio para aquecer a banda, regular microfones e mesa de som. Isso irritava o produtor Phil Ramone, que percebia a canção como um sucesso desperdiçado.
Em 1977, Ramone estava produzindo o álbum “The Stranger” de Billy Joel, pediu uma segunda balada para o disco (a primeira era “She Always a Womam”) e sugeriu que gravassem “Just The Way You Are”.
A reação foi péssima: ninguém queria gravá-la.
O baterista Liberty DeVitto arremessou as baquetas e disse: “Não vou gravar essa música de maricas”.
Billy Joel alegou que a música não era boa, pessoal demais, que ele próprio já estava sendo muito comparado a Elton John e que a canção era parecida com “Daniel” (Elton John/Bernie Taupin) e “You Are The Sunshine of My Eyes” de Stevie Wonder. Enfim, inventou todas as desculpas que conseguiu.
Phil Ramone - com o disco quase todo pronto - teve que convencer Billy e os músicos de que a composição merecia uma chance.
A gravação começou e ficou evidente que a batida não servia, como o prórpio Liberty DeVitto conta:
“A versão cha-cha-cha não funcionou. Então, fizemos uma bossa nova. Phil saiu da cabine com a solução”.
Phil Ramone disse:
“Lib, acho que descobri o problema. Essa levada não está funcionando. A música precisa de um toque mais sensual”.
Phil Ramone sugeriu que o baterista tocasse num ritmo de baião. Isso mesmo, o brasileiríssimo baião e ainda batucou com os dedos para o baterista.
Além disso, substituiu o saxofonista da banda Richie Cannata pelo sax alto de Phil Woods.
Richie, que não queria mesmo gravar a música, nem se importou.
O guitarrista que tocaria o violão na faixa nem apareceu, sendo substituído por Steve Burgh.
Ramone pediu a Billy que trocasse o piano acústico pelo elétrico Fender Rhodes e adicionou um pedal phaser Small Stone para dar um tom mais intimista.
Phil Ramone ainda queria incluir um arranjo de cordas feito por Dave Grusin, mas Billy rejeitou.
Bom, a música estava gravada, prontinha, mas Billy relutava em incluí-la no álbum.
Na época, Phil Ramone era o produtor das cantoras Linda Ronstadt e Phoebe Snow e convidou-as ao estúdio. As duas estavam conversando com Billy Joel quando Ramone colocou “Just The Way You Are” para tocar. As duas ficaram encantadas e Billy começou a falar mal da música. Elas simultaneamente disseram: “Você está louco?”.

Notas Fora da Pauta

Nota 1 – “The Stranger” foi lançado no final de 1977 e ficou dois anos na lista dos 100 discos mais vendidos da revista Billboard. Nos Estados Unidos vendeu mais de 10 milhões de cópias.
Das 9 faixas, 7 foram sucessos.

Nota 2 – “Just The Way You Are” e o álbum “The Stranger” receberam os prêmios Grammy de melhor canção e disco de 1978, respectivamente.

Nota 3 – O saxofonista Richie Cannata teve que aprender a tocar sax alto para a grande turnê que se seguiu após o sucesso mundial de “Just The Way You Are”.

Nota 4 – As regravações mais significativas da música foram feitas por Barry White (1944-2003) quase simultaneamente ao lançamento de Joel e que, para muitos, é superior a original, Frank Sinatra (1915-1998) e Diana Krall.

Nota 5 – Quando se separou da primeira mulher, Billy Joel passou anos e anos sem tocar “Just The Way You Are” em shows.

Nota 6 – Em 2008, a Sony/Columbia relançou o álbum "The Stranger" contendo a versão cha-cha-cha da canção.

Nota 7 – O primeiro Grammy da carreira de Phil Ramone veio com o álbum de bossa nova “Getz/Gilberto” em 1964.

Nota 8 – Billy Joel e Elton John são grandes amigos, já dividiram o palco em várias turnês e ainda pretendem se apresentar ao vivo mais vezes.

Nota 9 - Billy chama "Just The Way You Are" de "um samba atrasado". Nunca nenhum álbuns de Joel anteriores a "The Stranger" foram lançados no Brasil.

Jacy Dasilva

Nenhum comentário:

Postar um comentário